sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

FIM da 9ª do Festival Imagem-Movimento

A Mostra na Muralha da Fortaleza de São José de Macapá foi o marco do último dia do 9º FIM. A sessão contou com diversas produções entre longas, médias e curtas e ainda contou com a participação de alguns diretores, que comentaram a respeito de suas criações audiovisuais.

Telas nas paredes da muralha. Foto: Maksuel Martins

Segundo, a produção do FIM a Mostra na Muralha superou as expectativas dos idealizadores, pois o público prestigiou em massa a exibição. Ao lado da Fortaleza aqueles que estavam presentes assistiram a uma diversidade de filmes que abordaram temas interessantes, sejam regionais ou nacionais.

Além da mostra, houve sorteio de kits do FIM contendo uma camisa, um adesivo e um botton dessa edição, três sortudos, que tiveram que responder a perguntas bem simples sobre o Festival Imagem-Movimento, levaram e comemoraram o prêmio.

Curta "A Flor e a Tempestade" exibido na mostra

O universitário, Mailson Palmerim, que assistiu à mostra conta que "as produções tanto regionais, quanto nacionais são muito interessantes. Gostei da ideia da mostra ter sido realizada na muralha da Fortaleza, muito criativa!"

O filme "Pororoca" finalizou a mostra com chave de ouro, emocionando o público presente.

População prestigiando mostra. Foto: Lívia Almeida


Festa Soltos no Infinito

Para comemorar uma semana de muito trabalho, produção, noites em claro, sol a pino e muitos, muitos filmes a festa Soltos no Infinito aconteceu logo após a mostra na muralha, no Catita Clube.  As bandas Stereovitrola, Amatribo e O Sósia foram as atrações musicais da noite e agitaram a galera.

Todas as tribos se misturaram na festa em que a música e o vídeo se faziam presentes em dois ambientes. Diversão, sensação de dever cumprido, rock e filmes, assim terminou mais uma edição do Festival Imagem-Movimento.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Fim continua suas atividades...

 A programação do 9º FIM que iniciou-se no Centro de Convenções Azevedo Picanço - CCAP, se estendeu pelos bairros do Vale Verde e Buritizal e chegam ao Museu da Imagem e do Som. 



Além da Mostra de filmes no CCAP, ocorreram a exposição fotográfica "Espelhos" de Aog Rocha e apresentação de Banda Locais.


O Sesc Amapá, apoiador do FIM, levou toda estrutura do Cinema para a Escola Jacinta Carvalho, no Bairro Vale Verde, onde forma exibidos filmes e distribuídos jogos do projeto a Escola vai ao Cinema 



A tela inflável, carinhosamente chamada de Bob Esponja pelos colaboradores chamou grande atenção também aos transeuntes e moradores do entorno da caixa d'água do Buritizal que recebeu a mostra do FIM ontem.


A programação continua hoje 07/12 no Auditório do MIS-AP, com a mostra FIM04, seguido de um bate-papo com o Diretor Roger Elarrat, que integra a mostra com o filme "Juliana contra o jambeiro do diabo pelo coração de João Batista". 

fotos: 
Mario Dias
Lívia Almeida
Augusto Pessoa

III Palhaceata


Dia 10 de dezembro!!!!!!!!! DIA INTERNACIONAL DO PALHAÇO
Realização: Acad Amapaense de Circo
Cartaz:Cintia Souza


quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Entrega de Certificados da Oficina do Cine Juventude




 O Cine Juventude é um Projeto da Secretaria Extraordinária de Políticas para a Juventude - SEJUV, que realiza mostras e oficinas com a linguagem audiovisual. A iniciativa começa a trabalhar com as escolas da rede estadual de ensino, com os pilotos da TV Juventude e produção de Curtas gravados em padrão Full HD de imagem.


O governador Camilo Capiberibe entregou os certificados aos alunos que participaram da oficina, demonstrando o interesse e atenção emprenhados pela gestão em relação ao audiovisual e a educação. 



Alunos da Escola Estadual Santa Inês e do Colégio Amapaense participaram da cerimônia que contou ainda com apresentação dos produtos realizados. A perspectiva é que o projeto percorra as escolas da SEED promovendo a cidadania por meio da linguagem audiovisual.


fotos: Mario Dias

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

9º FIM inicia atividades


Oficina de edição de vídeo, mostra para deficientes visuais, roda de conversa, número de dança, mostra de filmes, projeção, lojinha, exposição fotográfica, pessoas, entusiastas, curiosos, produtores, alunos: toda essa mistura de personagens e cenário era o que aguardava a quem chegasse no Centro de Convenções Azedevo Picanço.

Oficineiro Rodrigo Santos ensinando noções de edição de vídeo
 O FIM começou da melhor forma possível, pela manhã  com a oficina de Edição de Vídeo onde os alunos aprenderão a dominar programas para editar seus filmes. À tarde foi a vez da Mostra para deficientes visuais, onde o público assistiu a vídeos com audiodescrição e discutiu sobre esta relação da maneira como os deficientes captam através de outros sentidos aquilo que não podem ver.

Deficientes visuais em mostra audiodescrita no Centro de Apoio a Pessoas com Deficiência (CAP).
 Às 19h  mais de 20 crianças e suas famílias guiados por Bruce Arraes, produtor d'A Saga dos Zerinhos, conversaram com o público e dividiram esta experiência de produzir uma série sem qualquer apoio, levado em diante com responsabilidade, crença, determinação, força de vontade e acima de tudo, o sonho de serem protagonistas do audiovisual do município de Santana, mesmo com todos os contras.

Galera da produção montando a tela gigante para o grande dia do FIM.

Um pouco de exibição da série e  logo em seguida, um show dos "Zerinhos" relembrando os maiores sucessos do cinema hollywoodiano como "Titanic", "Vivendo a vida adoidado", "Grease" e por aí vai. A resposta da apresentação veio com os aplausos do público.

Público de olho nas mostras.
 Entra a Mostra FIM 01 composta por produções nacionais como o drama "Andaluz", que relata a vida de um albino, que tem pesadelos todas as noites relacionados ao abandono de sua mãe e à rejeição do pai, que por ser negro acreditava que o filho era de outro, por suas características albinas. E assim, da maneira mais audiovisual possível, o primeiro dia do FIM findou.

Projeção do FIM em frente ao Centro de Convenções.
Fonte: blog do fim

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Diário fotográfico




Equipe do MIS-AP concentra cobertura de mídia para o 9º FIM. Durante a semana vão ser veiculadas matérias sobre o histórico do festival, bem como a programação que vai ocorrer de 3 à 8 de dezembro.  


Veja a programação no cartaz do evento:


Confira a Programação do 9º FIM - ENTRADA FRANCA

3 DE DEZEMBRO NO CENTRO DE CONVENÇÕES AZEVEDO PICANÇO - ÀS 19H
  • Roda de conversa com os produtores da série de tv santanense "Saga dos Zerinhos"
  • Mostra FIM 01
  • Show da banda "Herdeiros"

4 DE DEZEMBRO NO CENTRO DE CONVENÇÕES AZEVEDO PICANÇO - ÀS 19H
  • Mostra FIM 02
  • Lançamento em Macapá do longa-metragem "Girimunho"

5 DE DEZEMBRO NO CENTRO DE CONVENÇÕES AZEVEDO PICANÇO - ÀS 19H
  • Mostra Fim Internacional (filmes enviados da Escola de Cinema de Cuba)
  • Lançamento da coletânea "Primeiros olhares"
  • Show da banda "O Sósia"

6 DE DEZEMBRO NO AUDITÓRIO DO MIS (SEGUNDO PISO DO TEATRO DAS BACABEIRAS) - ÀS 19H
  • Mostra FIM 03
7 DE DEZEMBRO NO AUDITÓRIO DO MIS (SEGUNDO PISO DO TEATRO DAS BACABEIRAS) - ÀS 19H
  • Mostra FIM 04
  • Estreia do curta metragem paraense "Juliana contra o jambeiro do diabo pelo coração de João Batista"
  • Show da banda "Keona"

8 DE DEZEMBRO
  • Mostra na Muralha da Fortaleza de São José de Macapá, às 19h
  • Festa "Gravidade Zero" no Catita Clube (Av. FAB, 2385, Santa Rita), às 21h

---

Realização: FIM - Festival Imagem-Movimento / Patrocínio: Foto Nunes, Limbo / Apoio: MIS - Museu da Imagem e do Som, SECULT, Governo do Estado do Amapá, SESC Amapá, Catita Clube, Liberdade ao Rock.



Maksuel Martins integra exposição do 9º Salão


Com a obra intitulada Retratos e Relatos, o fotografo e artista visual Maksuel Martins integrou a exposição do 9º Salão de Artes do Sesc Amapá. O autor têm em seu portfólio uma vasta participação e premiações no segmento fotográfico, com destaque ao Click Ambiental, a revista Cultura Agora, o Livro Rumo dos ventos – Museu Sacaca e a revista Iratapuru, além de sua participação e liderança junto aos Fotógrafos Anônimos em exposições e cursos. 

 "O Salão de Artes do SESC Amapá acontece bienalmente desde 1996 promovendo a arte contemporânea no país através de uma iniciativa em âmbito local, o projeto propicia não apenas o fomento à produção contemporânea, como também a instauração de ações paralelas que preparem o público para diálogos pujantes com a produção contemporânea de arte."

Com a instalação Maksuel inaugura uma nova linguagem em seu repertório, a partir de histórias orais, fotografias de tia Gervalina, bem como objetos cotidianos, estabelece um passeio pelo tempo-espaço, uma sinestesia que surpreende pela simplicidade e conceito. A exposição estará aberta até o dia 18 de janeiro no Sesc-Araxá.

Sobre o autor:
Além do que já foi dito, Maksuel Martins trabalha no Museu da Imagem e do Som do Amapá, é vocalista da banda Amatribo, amapaense e fotógrafo profissional, mantenedor do blog http://www.ladraodeimagens.blogspot.com.br/ e membro do comitê organizador do Festival Imagem-Movimento.

Confira também as demais programações do Programa formativo do 9º Salão:

AP Quadrinhos é homenageado no 9º Salão de Artes do SESC Amapá


O Coletivo foi escolhido para receber a homenagem como revelação das Artes Visuais nesse ano. Foi com muita alegria que esses jovens produtores, no ano de criação do grupo, receberam o reconhecimento de uma das principais entidades culturais do país


Não foi pouco o trabalho desenvolvido nesse curto período, com duas revistas lançadas, participação na Feira de Livros FLAP, oficinas na Biblioteca Pública Elcy Lacerda, Exposições e o Encontro Amapaense de História em Quadrinhos, onde tudo começou no mês de janeiro de 2012.


Durante a solenidade foi exibido o documentário realizado pelo MIS-AP e FIM sobre o coletivo. Destaca-se que essa vitória foi fruto de escolhas e apoios, como o que o Museu da Imagem e do Som se propõem enquanto território quadrinista e amapaense, também pela força que a Secretaria de Estado da Cultura e o Museu Sacaca  representam colaborar com a publicação da Mixtureba Comix e principalmente pelo esforço de cada membro do coletivo em querer mostrar sua arte com qualidade de formato e conteúdos, desempenhando quase sempre mais que a atividade criativa.

Uma página na história dos quadrinhos do Amapá.

Continua...

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Curso de montagem


9° FIM - Festival Imagem-Movimento está com inscrições abertas para o curso Básico de Montagem Audiovisual. A montagem é um dos pontos cruciais da linguagem cinematográfica por isso, a compreensão de seus mecanismos e da sua lógica traz um ganho considerável na estruturação de filmes e vídeos. Durante o curso, serão abordadas técnicas de combinação de imagens com imagens e imagens com sons, enfatizando como podemos construir mensagem e estimular sensações a partir dessa matéria prima da qual o cinema se constitui.

Como cortar e combinar cenas em cinema e vídeo?
O curso tem como público-alvo realizadores iniciantes que buscam aprimorar seus conhecimentos de montagem não a partir deste ou daquele software, mas a partir da compreensão de como é possível criar significados a partir da organização racional de sons e imagens com a finalidade de contar uma história.

O curso disponibilizará 15 vagas. Os interessados devem possuir seu próprio notebook, preencher a ficha de inscrição que está no endereço eletrônicowww.fimdecinema.blogspot.com e se dirigir ao Museu da Imagem e do Som do Amapá (2° piso do Teatro das Bacabeiras), juntamente com o valor da taxa de inscrição de R$ 20,00.

Os conteúdos do curso serão ministrados entre os dias 03 e 06 de dezembro, no Auditório do Museu da Imagem e do Som, das 9 às 12 da manhã. Ao final do curso, cada um dos participantes receberá certificado equivalente à 12h/a.

Sobre o instrutor
O instrutor do curso será Rodrigo Aquiles, publicitário, cineclubista, editor e designer gráfico. Ele foi responsável pela montagem do vídeo promocional do 9° FIM que você pode conferir aqui. Para maiores informações ligue 8122-1285.

em:  ( www.fimdecinema.blogspot.com )

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Diário fotográfico

Muito movimento no MIS-AP nesse fim de ano. As atividades do AP-Quadrinho com a terceira edição do Mixtureba Comix, o Festival Imagem-Movimento se aproxima e a reunião setorial do Plano Estadual de Cultura com reuniões do segmento audiovisual marcadas pra hoje e quarta (dia 28/11 às 19h).


O pessoal do Liberdade ao Rock também utiliza o espaço para reuniões de planejamento e a já famosa virada de ano do projeto.


Segundo Fora de Rota: "O FIM está próximo"


O domingo de 25 de novembro de 2012 parecia apenas mais um domingo com a temperatura cada vez mais elevada, forte indício do FIM do mundo, como afirmam os cientistas e ecologistas. No entanto, um grupo de amigos e o blog Fora de Rota, com uma ideia na cabeça, fazer deste dia um anúncio: “O FIM está próximo”. Usando pontos turísticos da cidade, a orla e ruas do centro de Macapá como cenário fotografias com personagens apocalíptico-urbanos vagando com uma placa com os dizeres avisando sobre o Fim da vida no planeta Terra.


O resultado foram fotos impactantes e bem produzidas. Enquanto as fotos eram feitas, as pessoas ficavam observando curiosas para aqueles garotos com aparência suja, que eram fotografados segurando placas enquanto andavam pelas ruas. Às 21hs os garotos do Fora de Rota e os amigos modelos finalizaram a missão, que será postada também no facebook.


Este ensaio fotográfico teve intuito de divulgar o 9º Festival Imagem-Movimento, que acontecerá de 3 a 8 de dezembro, no Centro de Convenções Azevedo Picanço, Teatro das Bacabeiras e muralha da Fortaleza de São José de Macapá. Na programação haverão mostra de filmes, palestras e oficinas.


O FIM deste ano conta com 88 filmes no total, com a participação de 02 países latino-americanos, sendo 73 produções do Brasil (oriundos de 15 estados) e 15 produções de Cuba.

Confira abaixo a distribuição dos filmes brasileiros por estado:

17 filmes: São Paulo;
16 filmes: Rio de Janeiro;
14 filmes: Amapá;
08 filmes: Minas Gerais;
05 filmes: Sergipe;
02 filmes: Pernambuco, Alagoas e Distrito Federal 
01 filme: Amazonas, Pará, Rondônia, Santa Catarina, Ceará, Goiás e Bahia

*Fotos: Sanosuke Helder

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Mostra de filmes em Santana.





Evento científico para debater a valorização dos conhecimentos produzidos e vivenciados fora da medicina convencional pelos povos amazônicos - índios, negros e ribeirinhos, e exposição das pesquisas e discussões relacionadas a temática em nosso estado.

O MIS-AP compõem a programação com a mostra de filmes na Casa da Juventude.


Programação: palestras de profissionais especialistas em pesquisas na área, exposição de trabalhos científicos acadêmicos, salas de exposição sobre os povos amazônicos, comercialização de artesa
nato, literatura, produtos naturais e outros, exposição fotográfica e cinematográfica sobre o Amapá, show regional e passeio para a Ilha de Santana!



ABERTURA E PALESTRAS PROFISSIONAIS (08h - 12h): CASA DA JUVENTUDE - próximo à Vila Olímpica - SANTANA/AP

ENCERRAMENTO: Coquetel de Encerramento e Show Regional ao Vivo

Sábado SIM... Clube de Cinema Apresenta:

Venha para o MIS-AP e curta o Som do Coração

O SOM DO CORAÇÃO

August Rush (Freddie Highmore) é resultado do encontro casual entre um guitarrista e uma violoncelista. Crescido em orfanato e dotado de um dom musical impressionante, ele se apresenta nas ruas de Nova York ao lado do divertido Wizard (Robin Williams). Contando apenas com seu talento musical, August decide usá-lo para tentar reencontrar seus pais.



DIA: 24 de Novembro
HORA: 18h30
LOCAL: Auditório do MIS, segundo piso do Teatro das Bacabeiras
ENTRADA FRANCA
CLASSIFICAÇÃO LIVRE



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Inscrições de filmes para o 9º FIM encerram hoje

Museu da Imagem e do Som apoia nona edição do Festival de Cinema mais antigo do Amapá:

Em: www.fimdecinema.blogspot.com

Equipe de programação distribuindo os quase 50 filmes na programação. Foto: Maksuel Martins
O Festival Imagem-Movimento  acontece a partir do dia 03 de dezembro, mas já está a todo vapor no quesito Mostra de Filmes, como mostram os 48 trabalhos entre médias, curtas e longas já inscritos nesta 9ª edição. Vale lembrar que as inscrições ficam abertas até a meia noite de hoje, 15/11.
Por isso, entusiastas e produtores audiovisuais corram que ainda há tempo de inscrever seu filme no FIM. Para isso, é necessário preencher a Ficha de Inscrição online que está no nosso blog. O envio do  DVD com o filme também deve ser feito para o seguinte endereço:  Av. Diógenes Silva, 1098 - Trem, CEP: 68901-090, Macapá-AP.  Também pode ser enviado para o e-mail do FIM (filme@imagemovimento.org) o link do vídeo para download.
As inscrições de filmes no Festival Imagem-Movimento são permanentes, ou seja, podem ser feitas em qualquer data. Mas, para que seu vídeo seja exibido neste ano, ele deve ser enviado até hoje. Passando deste dia, os demais filmes serão exibidos nas próximas edições do Festival. 

domingo, 11 de novembro de 2012

Sessão "Terra Vermelha" foi um sucesso



Sábado SIM
O Clube de Cinema que ocorre quinzenalmente no auditório do MIS-AP, no que ficou conhecido como Sábados Sim, também contou dessa vez com o curta de Animação "Pajerama". E como é de costume dos cineclubes tivemos um bom bate-papo, além de sorteio de livros cedido pelo Instituto de Pesquisa e Formação Indígena - Iepé, após a sessão. A temática do filme principal mostrou-se bastante pertinente pois ainda permanece pouco abordada, isso devido a falta de informações e contato com as populações tradicionais.

 
O Filme Terra Vermelha
O filme trata de um questão muito atual, em virtude das disputas vigentes no Mato Grosso do Sul, entre os Guarani-Kaiowá e fazendeiros locais, contamos para abordar o tema delicado com a presença de Bruno Walter do Instituto Iepé, Ponto de Cultura atuante junto aos povos Wajãpi, etnia de mesmo tronco linguístico - o Tupi, sendo que Bruno já atuou junto àquele povo. 
A história trata exatamente dessa disputa e mostra de maneira muito sutil a trágica realidade desses que se vêem destinados ao "extermínio cultural" imposto pela ação não índia da monocultura implantada naquela região que segrega este povo de suas terras originarias, as margens do rio Hovy. Com algumas reflexões acerca da abordagem cinematográfica sobre a disputa, e muito pano pra manga, ficou a vontade de aprofundar as discussões e de conhecer melhor estes nossos parentes que há muito cultivam um modo de vida que é estranho a maioria dos brasileiros, e ao invés de julgar seus valores ou crenças, aprender a respeitá-los, a sua maneira de viver, reconhecendo inclusive direitos historicamente negados.




MIS-AP e Iepé
A parceria com o Iepé nasce com a primeira Mostra Audiovisual Indígena (MAI) e se manteve na segunda edição do evento este ano, a organização que é uma das grandes amigas dos povos indígenas no Amapá, também realiza diversas exposições e projetos junto ao Museu Kuahí em Oiapoque, faz-se assim da educação patrimonial um conteúdo diverso que busca a universalização das informações sobre a cultura em suas vária formas por meio da Secretaria de Cultura - Secult-AP, a qual ambos museus são vinculados através da Coordenadoria de Preservação da Memória Material e Imaterial e contam com apoio de entidades como o Iepé.
A proposta feita durante o evento foi a de estreitar ainda mais essa mútua ajuda no sentido de alcançar este objetivo em comum, já na terceira MAI prevista para o inicio de 2013.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Direção e Interpretação com Christian Duurvoort




O Centro Audiovisual Norte-Nordeste (CANNE) pela articulação da Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas do Amapá (ABDeC-AP) em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult-AP) por meio Museu da Imagem e do Som Amapá (MIS-AP) e a Casa Fora do Eixo Amapá (CAFE-AP) realizam os cursos de  Direção de Atores e Interpretação Cinematográfica, que estão sendo ministrados pelo diretor, ator e preparador de elenco, Christian Duurvoort.



Durante uma semana Duuvoort, pela primeira vez no Amapá, passa aos alunos noções e técnicas relacionadas à atuação no Cinema.  Segundo o próprio, Macapá é meio uma ilha (só se chega de avião e barco) onde está nascendo um movimento audiovisual, com histórias próprias desse lugar, seus modos de vida e consequentes criações. Ele que mantêm uma agenda cheia entre gravações, cursos e reuniões fala da atual conjuntura que o Cinema brasileiro encontra-se "num  momento fértil, com a PL116, de ampliação do mercado, em especial a parte técnica que já possuí uma excelência reconhecida internacionalmente, e vem expandindo na dramaturgia, na atuação e interpretação em busca de nossa identidade". 


A turma constituída por 20 alunos abrange entusiastas e profissionais da cena local. O curso acontece nos turnos da manhã e da tarde, das 8h às 18h, no auditório do Museu da Imagem e do Som Amapá. 

Para a cursista Thaise Monteiro, "assistir o material trazido pelo Cristian e a execução de várias dinâmicas de autoconhecimento, visando dialogar com as personagens interpretadas  e identificando os limites de cada um e do grupo para avançar juntos, também por meio de conversações que fazem conhecer este que é um grande diretor, preparador de elenco e uma pessoa singular, é uma experiência que tem valido a pena"


Sobre Duuvort: "Sou auto didata e aprendi fazendo uma longa trajetória de tentativas, acertos e erros. Vivemos um momento em que tudo está tão genérico, que tudo já foi feito e ao mesmo tempo estamos querendo algo novo. Não há receita para a criação artística".
Blog de ChristianDuuvort: http://atorimaginario.com/

Fotos: Mario Dias
Por Lívia Almeida

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

... encerramento da 1º FLAP.


Durante quatro, dias Macapá sediou a 1ª Feira de Livros do Amapá (Flap), realizada pelo governo do Estado. O encerramento, nesta terça, 6, foi regado a música e declamações poéticas, em frente à Casa do Artesão.
Os cantores Nivito Guedes, Zé Miguel, Cleverson Baia e os poetas Pedro Henrique, Mara Valdene, grupos Pena e Pergaminho, Pirlipimpim, Maré, Teatro Educart, Thiago Soeiro e Pedro Henrique fecharam a programação.
(...)
A coordenadora da Feira, Carla Nobre, disse que o evento atingiu a meta, que é ter o livro como protagonista. "Estamos felizes com todo o resultado. É um momento para a história e os próximos serão muito, muito melhores. Foi um trabalho de equipe, do governo, mas também de jovens que se propuseram a ajudar, como monitores, auxiliares, serviços gerais, motoristas, coordenadores, todos foram fundamentais para esse sucesso", reconheceu Carla.
O secretário de Cultura, Zé Miguel, agradeceu o envolvimento de todos. "A Flap só foi possível graças a vocês (se direcionando ao público), aos livreiros, a toda a coordenação e ao governo do Estado, em especial a primeira-dama, Cláudia Capiberibe, com toda a sua sensibilidade pela literatura. As próximas serão maiores, melhores e muito mais fortalecidas. Obrigado a todos vocês", declarou.
Estiveram envolvidos na organização da Flap o Grupo de Trabalho, instituído pelo governador Camilo Capiberibe, formado pelos titulares da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Zé Miguel; Escola de Administração Pública (EAP), Izabel Cambraia; Universidade do Estado do Amapá (Ueap), Maria Lúcia Teixeira Borges; Secretaria de Estado da Educação (Seed), Adalberto Ribeiro; coordenadora do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler) no Estado, Carla Nobre; e o coordenador de Eventos do governo estadual, Jean Alex Nunes.
Rita Torrinha/Secult


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Clube de Cinema


TERRA VERMELHA

Mato Grosso do Sul, Brasil, 2008. O suicídio de duas meninas Guarani-Kaiowá desperta a comunidade para a necessidade de resgatar suas próprias origens, perdidas pela interferência do homem branco. Um dos motivos do desaparecimento gradual da cultura reside no conflito gerado pela disputa de terras entre a comunidade indígena e os fazendeiros da região. Para os Kaiowás, essas terras representam um verdadeiro patrimônio espiritual e a separação que sofreram desse espaço é a causa dos males que os rodeia. Uma disputa metafórica é criada. A compreensão e o diálogo buscam espaço nesse antigo conflito. Enquanto isso, o jovem Osvaldo, que vive um terrível embate contra o desejo de morrer, vai furtivamente buscar água no rio que corta a fazenda e conhece a filha do fazendeiro. Um encontro em que a força do desejo transpassa e ao mesmo tempo acentua o desentendimento entre as civilizações.

Um filme de: Marcos Bechis


domingo, 4 de novembro de 2012

Lista de Alunos Selecionado para os cursos ofertados pelo CANNE.

Interpretação Cinematográfica:
1. Thomé Azevedo
2. Antonio Carlos Guedes dos Santos
3. Almando Storck Júnior
4. Mario Norberto Garavello Júnior
5. Jones Barbosa de Souza
6. Rute Cleia Duarte de Moura
7. Cássia Camila Monteiro Cantuária
8. Luana Tainara Albulquerque Ribeiro
9. Rita de Cássia Silva Modesto
10. Marina Beckman

Direção de atores
1. Danielle da Silva Gonçalves
2. Ricardo Alves de Toledo
3. Jorge Ferreira da Costa
4. Silvia Dantas Rocha
5. Leonardo Carvalhosa
6. Thaise Medeiros Nascimento
7. Lucas Vinícius Penafort de Santana
8. Rosenilda Sandra Fernandes da Rocha
9. Charles Pessoa
10. Luan de Souza Macedo

OBS:
-Os alunos devem vir preparados para se movimentarem.
-O curso será pela manhã e tarde, a saber: Manhã – 9h Tarde – 14h às 18h
-Todos os Alunos devem trazer Colchonetes para atividades em sala.


Lista de espera dos curso de direção e interpretação cinematográfica, do Centro de Áudio Visual Norte e Nordeste – CANNE, ministrado pelo cineasta Christian Duuvoort.
  • Sidney Priante dos Santos ( Júnior Duarte)
  • Jennyfer Saraiva Cardoso
  • Belisa Cardoso de Almeida
  • Hill Uiraçu Maciel de Aguiar
  • Wener George Ribeiro dos Sousa

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Governo do Amapá lança edital para artistas se apresentarem no Sacaca





Com a responsabilidade de democratizar a participação de artistas em eventos do governo do Estado, foi lançado nesta quinta-feira, 1º de novembro, pelo governador Camilo Capiberibe, o Edital de Seleção de Artistas para a Programação Cultural do Museu Sacaca. De responsabilidade do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa), o edital vai selecionar artistas para as apresentações culturais no Museu Sacaca e auditório Waldemiro Gomes, no período de dezembro de 2012 a maio de 2013. As atrações farão parte da programação do projeto Fim de Tarde no Museu e espetáculos apresentados no auditório.

Este edital inaugura um novo padrão de contratação de artistas que está sendo implantado pelo Governo do Amapá. Por meio desta ferramenta, elas começam a perder a característica de indicações e apadrinhamentos com intenção política. "O artista vai ser contratado de acordo com os critérios do edital. Ele vai sair da mão de políticos e deixar de pagar a oportunidade com favores", disse o músico e secretário de Estado da Cultura, Zé Miguel. "É um novo tempo com oportunidades para todos", completou.

Serão selecionados 26 grupos de música e 26 de poesia para se apresentarem no projeto Fim de Tarde no Museu, que acontece toda quinta-feira, de 19h às 22h. Para os espetáculos que acontecem no auditório Waldomiro Gomes, a contratação será de 2 espetáculos de dança e 2 de circo. "O edital vai atender públicos diversos com as contratações de vários segmentos. A grande vantagem é impedir a apropriação política da cultura e a consequência é a democratização", reforçou o diretor do Iepa, Augusto Oliveira.



O edital complementa o processo de resgate do Museu Sacaca, que tem como referência a identidade com a cultura amapaense, com inovações que atraem o público e valorizam as raízes amazônicas. O espaço foi criado durante a gestão do então governador João Capiberibe. Mas, o governo sucessor deixou o local abandonado e, em 2011, ele foi reinaugurado com novos projetos, entre eles o Fim de Tarde. As atrações regionais contratadas democraticamente se encaixam no projeto macro do museu.

O governador Camilo Capiberibe garantiu que o Estado irá fomentar a cultura em todas as dimensões, e os editais são exemplos. "Estamos trabalhando para que o artista viva de sua arte, independente do segmento. A cultura gera renda e a Expofeira, por exemplo, não pode ser o palco mais disputado, espaços serão multiplicados, os editais são a oportunidade mais correta. O museu é nossa vitrine, é justo que esta inovação comece por lá e sirva de exemplo. Essa mudança, como outras, pode gerar polêmica, mas acreditamos que o tempo irá mostrar seus benefícios", disse o governador.

Ele afirmou que serão lançados outros editais na área de cultura e fez um anúncio. "Vamos resgatar o Cine Territorial de Macapá. Ele será transformado em uma casa para pequenos espetáculos que contem nossa história. Os espaços abandonados estão sendo planejados para serem usados pela população", finalizou.

Mariléia Maciel/Secom em Agência Amapá

Você pode gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...